segunda-feira, 5 de abril de 2010

ansiedade

ao pé de mim nada, absolutamente nada, se encaixa. tudo é um imenso desencaixe perfeito. sozinha não tenho bom feitio, é preciso sintonia. decididamente indecisa, dominada por uma ansiedade escancarada, rabisco a parede desta casa para ela ficar bonita o suficiente para caber minha história dentro dela… e claro sempre fica a aberta a janela, no caso de esquecer a chave, sempre posso entrar por um lugar diferente daquele pelo qual sai. esta casa agora tem minha cara, mas minha mala fica arranjada, qualquer pensamento novo, corro e apanho o primeiro voo para qualquer cidade do mundo...ou passo uma noite a beira da praia, e no outro dia a ansiedade talvez me traga de volta até porta ou a janela…por enquanto vou pintar com giz de cera um mar e um sol, de repente apetece ficar por cá mesmo.
Sara Almeida

5 comentários:

  1. Sarita querida, ansiosa como sempre... nem fora nem dentro não é? Sempre voando nesse balão à volta do mundo, numa eterna procura de si mesma. texto lindo como sempre. BEIJINHO ESPECIAL E SEMPRE SINCERO.

    ResponderEliminar
  2. Pois, pintemos todos nossas casas, para que caibamos nelas. Gostei muito dessa parte.
    Sigo passando!
    Bj!

    ResponderEliminar
  3. Parece aconchegante sua casa pintada com giz de cera; uma boa alternativa para driblar a ansiedade... Fugindo ao tema, achei bem legal a sua foto. (...e a minha não está séria; está pensativa) =P Bjs!!

    ResponderEliminar
  4. Acredito que seja salutar para a alma fica aguardando os acontecimentos, mas só faça isso depois de uma pesquisa minuciosa de mercado..rs

    Beijos linda.

    ResponderEliminar
  5. Texto profundo e inquietante. Abraços

    ResponderEliminar

BlogBlogs.Com.Br